Pandemia

Professores e alunos das escolas municipais iniciam uso de sala de aula virtual

A plataforma digital ampliará a interação entre eles durante a suspensão das aulas presenciais
Foto: Divulgação/PMCI

Estudantes do 1º ao 9º ano do ensino fundamental e professores da rede pública municipal de Cachoeiro de Itapemirim começaram a utilizar, nesta semana, a plataforma Google Sala de Aula.

A ferramenta virtual tem o objetivo de possibilitar que os professores se comuniquem melhor com os estudantes, num mesmo ambiente on-line, para esclarecimento de dúvidas e orientações sobre as atividades pedagógicas disponibilizadas durante o período de suspensão das aulas presenciais decorrente da pandemia de coronavírus.

Além disso, os alunos podem se comunicar com os colegas de turma e todas as ações são acompanhadas pelos pedagogos e gestores escolares.

Podendo ser acessada por meio de computadores, tablets ou celulares, a Sala de Aula on-line, desenvolvida pela empresa Google, é disponibilizada para instituições e redes educacionais. Sem custo para o município, a plataforma foi implantada pela equipe de Gerência de Auditoria e Documentação Escolar e Coordenação de Dados Estatísticos da Secretaria Municipal de Educação (Seme).

“A implantação dessa plataforma é excelente para que o vínculo entre alunos e professores se mantenha, minimizando o impacto da separação escolar, causada pela pandemia. Essa será mais uma oportunidade para nós, professores, nos reinventarmos e descobrirmos que somos capazes de enfrentar qualquer desafio”, ressalta a professora da escola municipal “Maria das Vitorias Oliveira de Andrade”, Sarah Saloto de Almeida Aguiar.

“Com o uso da plataforma, o professor poderá monitorar sua sala de aula de forma virtual, disponibilizando as atividades e outros instrumentos para o aluno acessar e dar continuidade aos estudos”, complementa, a professora da ‘Professor Deusdedit Baptista’”, Fernanda Soares Bonato.

“Os estudantes e seus professores estão bem engajados na plataforma, que é uma ferramenta que veio para somar com as possibilidades de ensino e aprendizagem nas escolas. Nós temos trabalhado para estreitar os laços entre eles e, com o uso da plataforma, possibilitamos o contato virtual, a solução de dúvidas e questionamentos que, geralmente, são esclarecidos na sala de aula convencional”, comenta a secretária de Educação de Cachoeiro, Cristina Lens.

De acordo com a secretária, a ideia é a de dar continuidade à utilização da plataforma, mesmo no pós-pandemia. “Embora a implementação da ferramenta tenha sido efetivada para melhorar a interação, na atual conjuntura, nossa intenção é a de prosseguir com ela, mesmo porque é um instrumento que ajudará muito no desenvolvimento do ensino-aprendizagem de gerações que são, cada vez mais, tecnológicas”, completa.

Para os estudantes que não possuem acesso à internet, a Secretaria de Educação ressalta que as atividades e slides das aulas on-line continuarão sendo disponibilizados por meio do gestor escolar. Dessa maneira, a família precisa manter contato com o responsável pela unidade de ensino em que o aluno está matriculado e agendar o horário para recebimento das tarefas.

Formações

Em julho, os profissionais da Secretaria Municipal de Educação, professores, pedagogos e gestores escolares participaram da primeira formação on-line, que instruiu sobre o funcionamento da plataforma digital Google Sala de Aula. Nesta quinta-feira (6), haverá outra capacitação on-line sobre o uso da ferramenta.

De acordo com a Seme, as formações serão disponibilizadas, de forma gradativa, em formato de PDF, e enviada a pais de alunos, para que eles, também, possam aprimorar o uso da ferramenta digital.

Portal Seme

Para facilitar o acesso às principais ferramentas digitais utilizadas pela Educação, está disponível a página “Portal Seme” (www.cachoeiro.es.gov.br/educacao-seme/portal-seme/), que tem os links para a Google Sala de Aula; o Portal do Aluno; o canal de YouTube da Seme; o formulário para dúvidas de professores e de estudantes, além dos manuais em PDF.