Serviço de Atendimento Móvel

Samu 192 pode começar a operar em Cachoeiro em abril

Município poderá contar com com duas ambulâncias de urgência e equipes de suporte básico e avançado
Foto: Divulgação/Sesa

Cachoeiro de Itapemirim poderá ter o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) a partir de abril deste ano. Nesta semana, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) fez adesão ao programa “Samu para todos”, do governo estadual.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) cofinanciará a implantação do serviço em 60% (depois de deduzir o custo com o repasse federal). A contrapartida de 40% será paga por meio do Consórcio Público da Região Polo Sul e o município disponibilizará a infraestrutura para instalação da base descentralizada.

“Já estamos tomando as providências para locação do espaço para instalação da base, em local estratégico, enquanto o consórcio cuida dos preparativos para licitação do serviço. Nossa previsão é de que o serviço comece a funcionar na primeira quinzena de abril”, explica a secretária municipal de Saúde, Luciara Botelho.

Ainda de acordo com a secretária, Cachoeiro deve contar com uma estrutura com duas ambulâncias de urgência e equipes de suporte básico e avançado.

“O Samu é um serviço muito aguardado em Cachoeiro e sua implantação será um marco para a nossa saúde pública. Estamos fazendo nossa parte para garantir esse importante serviço de urgência e emergência à população cachoeirense”, destaca o prefeito Victor Coelho.

Samu 192

O Samu 192 é um serviço de urgência e emergência que funciona 24 horas, a partir de chamado telefônico, com prestação de orientações e envio de unidade móvel e equipe capacitada para realização do atendimento. Sua finalidade é prestar socorro à população em casos de risco à vida, com atendimentos em residências, locais de trabalho e vias públicas.

As ambulâncias são distribuídas estrategicamente, de modo a otimizar o tempo-resposta entre os chamados da população e o encaminhamento aos serviços hospitalares de referência. A prioridade é prestar o atendimento à vítima no menor tempo possível, inclusive com o envio de médicos, conforme a gravidade do caso.

Atualmente, o Samu está presente em 18 municípios capixabas, abrangendo uma população de aproximadamente 2,2 milhões de pessoas. O Espírito Santo conta com 31 ambulâncias do serviço, sendo 22 unidades básicas e nove unidades avançadas.