Bate-papo e caxambu

Secretaria de Cultura promove live em comemoração ao 13 de Maio

Evento virtual será transmitido no YouTube da Semcult às 19h
Foto: Divulgação/PMCI

Devido à pandemia de Covid-19, mais uma vez, não será possível realizar o tradicional Raiar da Liberdade, evento promovido pelas comunidades afro-brasileiras de Cachoeiro, em celebração à abolição da escravatura no Brasil.

No entanto, para marcar a passagem dessa data tão importante, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult) irá promover uma live, nesta quinta (13), em seu canal no YouTube (Semcult Cachoeiro).

Marcado para começar às 19h, o evento virtual contará com a presença do vice-presidente da Associação de Folclore de Cachoeiro, Bruno Fajardo, de Zilma Santos da Silva, participante da comunidade Jesus de Nazaré, do bairro Elpídio Volpini, e da Pastoral Afro e de Niecina Ferreira de Paula Silva (mais conhecida como dona Isolina), mestra de bate flechas, caxambu e líder espiritual que é reconhecida, desde 2010, como patrimônio vivo do município, por meio da Lei Mestre João Inácio.

A conversa será mediada por Ludmila Paineira, filha do cachoeirense José Paineiras Filho, professor de história, advogado e jornalista, falecido em 2020, que foi membro da União Cachoeirense de Negros (Uninegro), do Centro Operário e de Proteção Mútua, do Instituto Histórico e Geográfico de Cachoeiro de Itapemirim e que era ativista das causas sociais e dos movimentos populares.

Além de abordar a relevância do 13 de Maio, no evento, também haverá uma pequena demonstração de roda de caxambu, realizada por membros do grupo Alegria de Viver, de Vargem Alegre, comunidade do distrito de São Vicente.

“As comemorações do 13 de maio marcam um eixo crucial de nossa identidade cultural. Não podemos deixar de fazer menção à data e trazer as reflexões que dela emanam”, comenta a secretária de Cultura e Turismo de Cachoeiro, Fernanda Martins.