No YouTube

Secretaria de Cultura publica entrevista com Mestre Volmir nesta quinta (29)

Mestre dedicou 45 anos da sua vida à capoeira; ele faleceu em 2017
Foto: Divulgação/PMCI

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult) de Cachoeiro publica em seu canal no YouTube, nesta quinta-feira (29), às 16h, o sexto vídeo do projeto Cachoeiro de Memórias.

Trata-se de entrevista com um dos maiores representantes da capoeira no município, o mestre Volmir Nascimento Mello, que faleceu em dezembro de 2017, aos 55 anos.

É oportunidade para os cachoeirenses conhecerem melhor a história desse grande personagem da cultura local, que, por sua inestimável contribuição ao ensino e à salvaguarda da capoeira, foi reconhecido, em vida, como patrimônio da cultura popular do município, por meio da Lei Mestre João Inácio.

Mestre Volmir integrava o grupo Filhos da Princesa do Sul, nasceu em 1962 e, desde criança, dedicou sua vida à capoeira. Fez parte, também, dos grupos Senzala e Capoeira do Brasil, ambos de renome nacional, que contribuíram para a formatação do seu estilo de jogo, considerado técnico, eficaz e esteticamente belo, por praticantes.

Em 1990, formou o seu próprio grupo, chamado Kizomba, que foi apadrinhado pelo mestre Suassuna, do grupo Cordão de Ouro, um dos mais conceituados do país.

Cachoeiro de Memórias

O projeto Cachoeiro de Memórias visa resgatar a história de Cachoeiro, com registros audiovisuais, em formato de entrevistas, com pessoas que tenham uma ligação estrita com a cidade.

Estão sendo exibidas, primeiro, entrevistas com mestres reconhecidos pela Lei Mestre João Inácio, que contribuem ou contribuíram com preservação do patrimônio imaterial da cultura popular local. Depois, serão exibidos vídeos com outros cachoeirenses, de diversas áreas, que, de alguma forma, fizeram parte da construção histórica e cultural de Cachoeiro.

A Semcult já publicou no canal cinco entrevistas com grandes representantes da cultura popular. São eles: Canuta Caetano, Maria Laurinda Adão, Dona Isolina, Izaias Quirino e Joana D’Arc de Oliveira.