Secretaria de Saúde alerta sobre cuidados para prevenir a hipertensão

Palestras relativas aos hábitos que podem levar à doença são promovidas nas UBS de Cachoeiro

Nesta sexta-feira (26), é comemorado o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, e a Secretaria Municipal de Saúde de Cachoeiro (Semus) faz alertas para população sobre os cuidados que precisam ser tomados para evitar a doença.

Praticar exercícios físicos regulares, como caminhadas e pequenas corridas, manter o organismo bem hidratado, ter uma alimentação saudável, evitando o consumo excessivo de alimentos gordurosos, com muito sal e bebidas alcoólicas, são algumas das recomendações para combater esse mal. 

“Há fatores de risco que são imutáveis, como genética, etnia e gênero, os quais apresentam maior probabilidade de manifestação da doença. No entanto, para os fatores mutáveis, como obesidade, sedentarismo, má alimentação, por exemplo, nós aconselhamos a população que siga essas medidas, para prevenir a hipertensão”, esclarece o médico da Estratégia Saúde da Família, Diego Soares Fernandes.

Outro fator que aumenta os riscos é o tabagismo. O alerta é sobre as substâncias tóxicas presentes no cigarro, que são causadoras do enrijecimento das artérias, que compromete a passagem de fluxo de sangue, ocasionando o aumento da pressão.

Devido à aparente ausência de sintomas, a hipertensão arterial pode ter seu diagnóstico tardio, o que a torna mais perigosa. “Na maioria das vezes, os pacientes hipertensos são assintomáticos. Por isso, a medição frequente da pressão arterial é fundamental. Ainda assim, alguns apresentam dores de cabeça e na nuca, vertigens e dores no peito”, explica o médico.

Unidades de saúde promovem ações

No mês de abril, as Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Cachoeiro têm intensificado as ações relativas à prevenção, ao cuidado e ao tratamento da hipertensão.

Palestras com temáticas relativas aos hábitos que podem levar à doença e atendimentos médicos, como aferição de pressão arterial e exame de glicemia capilar, são oferecidos às comunidades.

Para a coordenadora do Programa de Saúde do Idoso e do Hiperdia na prefeitura, Ivana Santana Carolino, é muito importante que as pessoas fiquem alertas aos sinais dessa doença, que pode ocasionar acidente vascular cerebral, o infarto agudo do miocárdio e doença renal crônica terminal. “É imprescindível que as pessoas fiquem muito atentas, e uma das formas é manter em dia os exames e seguir as orientações”, orienta.

Segundo a Semus, Cachoeiro tem mais de 21 mil hipertensos. Para a gerente de Programas de Saúde do município, Marusca Mesquita, investir na prevenção é fundamental e decisivo. “Por meio das ações contínuas, nas unidades de saúde e nas visitas domiciliares, buscamos evitar também que os casos se agravem”, explica.