Tíquete-feira injetou R$ 3,5 milhões na agricultura de Cachoeiro

O vale é usado pelos servidores da prefeitura nas Feiras Livres da Ilha da Luz e de Itaoca

Mais do que um benefício concedido a servidores municipais de Cachoeiro, o tíquete-feira ajuda a gerar trabalho e renda no campo. Por meio do programa, a prefeitura injetou mais de R$ 3,5 milhões na economia rural do município nos últimos dois anos.

O vale, no valor de R$ 15 por semana, é usado pelos funcionários públicos para compras na Feira Livre de sexta, atualmente realizada no pavilhão da Ilha da Luz, e na do distrito de Itaoca, às quartas. Só em 2018, quase R$ 2 milhões foram repassados à Cooperativa da Agricultura Familiar de Cachoeiro.

Os valores investidos no programa crescem substancialmente desde 2017, quando a prefeitura estendeu a servidores contratados o benefício que era concedido apenas a efetivos e celetistas que recebessem salário de até R$ 1.500.

Primeiro, passaram a ter direito ao tíquete os contratados com salário até R$ 1.000. No ano passado, foram inseridos, também, os que ganham até R$ 1.100. E, neste ano, começaram a ser contemplados os contratados que recebem até R$ 1.500. Com isso, ampliou-se a possibilidade do benefício para um número maior de servidores.

“O valor aplicado pela prefeitura no tíquete-feira é muito significativo para os produtores, considerando que, para boa parte deles, a participação na feira representa a principal fonte de renda da família. Da mesma forma, para os servidores, o tíquete representa um reforço no orçamento e a oportunidade de adquirir produtos mais saudáveis”, ressalta o secretário municipal de Agricultura e Interior, Robertson Valladão.

O presidente da CAF Cachoeiro, Marcos Souza, ratifica a importância do programa para o produtor. “É uma iniciativa que garante maior estabilidade às famílias dos agricultores, e uma forma de valorização e reconhecimento do trabalho do homem do campo”, frisa.  

Quatro Feiras Livres

Cachoeiro conta com Feiras Livres da Agricultura Familiar na Ilha da Luz, no distrito de Itaoca e nos bairros Independência e Nova Brasília. Em todas elas, são encontrados legumes, verduras, frutas e ovos, além de produtos de agroindústrias, como pó de café, linguiça, bolos e pães. 

“As feiras livres são um importante canal de comercialização para os pequenos produtores. Por isso, quem compra nelas está fazendo um bem não apenas a si, ao consumir produtos de boa procedência, mas também à agricultura familiar, aos trabalhadores rurais, que terão sempre trabalho e renda, a partir delas”, frisa Valladão.

Frequente as Feiras Livres da Agricultura Familiar!

Quartas
– Bairro Independência, no largo da Matriz Velha – das 5h às 9h
Quartas
– Distrito de Itaoca, no pátio da igreja católica – 17h às 18h (aceita tíquete-feira do servidor municipal)
Sextas
– Pavilhão de Eventos da Ilha da Luz – das 17h às 19h (aceita tíquete-feira do servidor municipal)
Sábados
– Bairro Nova Brasília, em frente ao ginásio de esportes – das 5h às 9h