É necessário que seu navegador esteja com o javascript habilitado
logo

Poesia em destaque no segundo dia da Bienal Rubem Braga

Publicada em 15 de maio de 2018

Participante de uma das mesas, Luís Ernesto Lacombe tem quatro livros publicadosParticipante de uma das mesas, Luís Ernesto Lacombe tem quatro livros publicados

Nesta quarta-feira (16), segundo dia da 7ª Bienal Rubem Braga, as principais atividades do evento, que acontece até o próximo domingo (20) na Praça de Fátima, Centro de Cachoeiro, terão menção especial ao legado de Vinicius de Moraes - um dos homenageados desta edição, junto a Sérgio Buarque de Hollanda e Candido Portinari, amigos ilustres do “sabiá da crônica”.

Às 9h, no Auditório Marco Antonio de Carvalho, acontecerá a mesa de debate “Viver com poesia”. A atividade se repetirá às 14h, contando com a participação do jornalista e escritor Luís Ernesto Lacombe (RJ), a escritora Hellenice Ferreira (RJ) e o historiador Roberto Al Barros (ES).

“Vinicius de Moraes foi colega de faculdade do meu avô, o imortal da Academia Brasileira de Letras Américo Jacobina Lacombe, que ajudou a alimentar a minha paixão pelos livros. Conheço e admiro muito a obra do Vinicius, apesar de o estilo das poesias que eu fiz ser diferente do trabalho dele. Vai ser um grande prazer estar na Bienal e conhecer Cachoeiro”, afirma Luís Ernesto Lacombe, mais conhecido como apresentador de televisão, mas com quatro obras literárias publicadas - entre elas, uma coletânea de sonetos para o público infantil.

Às 19h, haverá outra mesa de debates no mesmo auditório, com o tema “Se todos fossem iguais a você – o entusiasmo criador”, com proposta de debater a inspiração para a criação da arte e das ações humanas. Participarão os escritores José Castello, Moisés Liporage e Tom Farias, todos do Rio de Janeiro.

“A relação de Vinícius de Moraes com a literatura foi sempre movida por sentimentos fortes e por reflexos diretos de sua experiência de vida. Escrevia porque acreditava que, através das palavras, podia agarrar o mundo e transformá-lo. Haverá outra posição diante da literatura mais sedutora na formação de novos leitores?”, comentou em entrevista José Castello, que ganhou o Prêmio Jabuti na década de 1990 por sua biografia sobre o “Poetinha”.

Feira do livro, oficinas, lançamentos, show e mais

A programação do maior evento literário do Espírito Santo começa a tomar maior volume a partir do seu segundo dia. Além das mesas de debate no Auditório Marco Antonio de Carvalho, os visitantes da Bienal poderão participar de diversas atividades para todas as faixas etárias.

A área de convivência do evento estará aberta para circulação de visitantes das 8h às 21h. É nesse espaço que acontecerá a tradicional Feira do Livro, bem como Feira de Artesanato, exposições - uma de revistinhas em quadrinhos e action figures e outras três com teor educativo -, venda de livros e desenhos por artistas independentes e apresentações de mascotes e cosplayers.

Já no Auditório Newton Braga, a partir das 8h30, acontecerá a mesa de debates “A arte de contar histórias: entre palavras e imagens”, com Mírian Moschem e Fabiano Moraes, ambos do Espírito Santo, e os lançamentos de cinco livros. Dentre eles, duas obras de pesquisa sobre o cronista que dá nome à Bienal: "As cidades de Rubem Braga e Walter Benjamin", de Ana Karla Dubiela (CE), e "Rubem Braga: um cosmopolita afeito à sua província", de Maikely Teixeira Colombini, moradora de Cachoeiro.

As oficinas de marionetes, teatro, arte de piar, poesia e encadernação e escrita criativa terão suas primeiras turmas nesta quarta, divididas entre as salas O Menino e o Tuim, Negócio de Menino e Trovões de Antigamente. Para o público infantojuvenil, haverá apresentações de teatro na Arena Zig Braga e contação de histórias na Sala Coração de Mãe e no espaço Pé de Livro. O Espaço Luz del Fuego, por sua vez, receberá apresentações performáticas.

Fechando agenda do dia, às 21h o trio acústico Cabine 65 subirá ao Palco Sérgio Sampaio para apresentar releituras de canções do músico cachoeirense que dá nome ao espaço.

A Bienal

A 7ª Bienal Rubem Braga é uma realização da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult), apoiada pelo governo do estado, Unimed Sul Capixaba, Sebrae, Sesc, Senac, Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes - campus Cachoeiro), TV Gazeta Sul e jornais ES de Fato, Aqui Notícias e Folha do ES.

A programação completa, totalmente gratuita, bem como o espaço para inscrição em mesas-redondas, oficinas e parte das atrações para o público infantojuvenil, podem ser acessados no site oficial: bienalrubembraga.cachoeiro.es.gov.br.

Copyright © 2013 Prefeitura Municipal de Cachoeiro de Itapemirim - Todos os direitos reservados
Praça Jerônymo Monteiro, 28 - Centro - Cep.: 29300-170 | SAC 156 - Tel.: 28 3155-5237